07 junho 2010

RENCU - Encadeamento Fecal

por Rafael Noris



Renku é um estilo de poesia originado no Japão, consiste em encadear tercetos e dísticos. Ele é cooperativo e deve ser composto, no mínimo, com duas ou mais pessoas, cada uma compondo uma estrofe.

O terceto tradicional costuma possuir 5-7-5 unidades de som nos versos e, o dístico, 7-7 unidades de som.

No Brasil, é costume traduzir as unidades de som em sílabas métricas, conceitos bem diferentes mas que servem ao propósito de manter o rigor formal.

A partir da leitura que fiz dos Haicais Fecais de Glauco Mattoso, escolhi alguns deles e compus um dístico, adaptando a forma japonesa de Renku para Rencu, mais adequado a proposta escatológica de Glauco e seu fã, eu. Mantive a forma de 7-7 sílabas métricas e usei, como Glauco, das rimas. É isso. Vamos aos poemas:

1.
Quebrei um tabu:
já consigo cagar nu
sem olhar o cu.
[GM]

Agora o mijo eu desejo
pra fazer meu gargarejo.
[RN]


2.
Tive grande idéia.
Aí, me deu diarréia
e babau - caguei-a!
[GM]

Ao limpar a minha bunda
surge uma ainda mais imunda.
[RN]


3.
Sai menos fedor
se a merda for arejada
no ventilador?
[GM]

Experimento jogar:
Voa bosta em todo o lugar.
[RN]


4.
Ouvindo já sei
quem peidou na multidão:
alguém que enrabei.
[GM]

O cheiro do cu provoca
novo vigor na piroca.
[RN]


5.
Fora da privada
fica mais politizada,
mas não muda nada.
[GM]

Quando desce merda grossa
Nem parece que ela é nossa.
[RN]

3 comentários:

Marcelo Finholdt disse...

(Risos)

Você é F***!

Valeu!

Té la mà Maria - Reus disse...

Verdera é um prazer visitar seu blog
Saudações de Reus Catalunya
obrigado

Daniel Serrano disse...

Impagáveis!

Related Posts with Thumbnails