07 abril 2012

SOLSTÍCIO




Eu perfaço caminhos desertos com mil correntezas.
Anoiteça o que anoitecer, mantenho as luzes acesas.


5 comentários:

Marco A.de Araújo Bueno disse...

Achado de prosa minimal de explosiva felicidade, este Solstício. Campos abertos em lirismo curto e respiração extensa. Valeu!

Paola Benevides disse...

Boa Páscoa, Marco. A ti, aos teus e aos nossos! Obrigada por reavivar o brilho.

Anônimo disse...

Gostei não só do Solstício,como do seu comentário no "de chaleira"!!
há 3 horas
Lya Bueno Rocha (Facebook)

Paola Benevides disse...

Grata, Lya! Abraços.

Marcelo Finholdt disse...

Esta é a Paolita!

Que bom, que boa!

Valeu! Bjs

Related Posts with Thumbnails